Arquitetura da informação: seu site com mais resultado

Postado em 6 de março de 2023 | por
na categoria Notícias
tags , , ,
com 0 e 0

entenda sobre arquitetura da informação

A arquitetura da informação está ligada à experiência do usuário (User Experience – UX), pois afeta a forma como ele acessa as informações que procura em seu site. Assim, quanto mais organizado o seu site, mais facilmente o cliente encontrará o que busca. E isso exerce forte impacto nos resultados de seu negócio no ambiente digital. Nesse sentido, a missão principal do arquiteto da informação é estruturar seu site de forma que ele seja o mais intuitivo possível, a fim de que o seu cliente consiga navegar com agilidade e eficiência. Vamos então entender o conceito e sua aplicação na prática.

O que é arquitetura da informação?

Arquitetura da informação é um conjunto de ações voltadas para a organização dos elementos do site, com o objetivo de favorecer a navegabilidade, facilitando o acesso do usuário. Ou seja, é o processo que visa fazer com que o usuário encontre o que busca com facilidade, com o mínimo de cliques possível

Além disso, a arquitetura da informação também não se reduz à criação de layouts para sites na internet. Ela tem foco mais profundo, contribuindo para a melhoria dos resultados do negócio e para a redução dos custos (dinheiro, tempo, estresse) do usuário ao acesso à informação. 

Importância do processo

É importante se preocupar com essa estrutura, porque, com elementos e informações bem posicionados no site, você consegue melhorar e aumentar o uso e aquisição dos seus serviços e/ou produtos.

A arquitetura da informação permite que o usuário localize o que procura e tenha uma experiência positiva com seu site. Por outro lado, quando o cliente tem dificuldades de navegação, a tendência é que ele abandone o site e recorra ao concorrente.

Ninguém perde tempo tentando descobrir como navegar em um site confuso. O arquiteto da informação, portanto, deve utilizar todos os recursos disponíveis no desenvolvimento dos ambientes digitais. Criatividade e inovação são bem-vindas na sistematização dos elementos de conteúdo.

A arquitetura da informação proporciona muitos ganhos, para além da experiência do usuário. A sua estruturação reduz custos da empresa e embasa a tomada de decisões táticas e operacionais. Além disso, ajuda a identificar falhas nos processos do site e soluções. Tudo isso junto mantém a vantagem competitiva da empresa.

Elementos da arquitetura da informação

A utilização de uma interface interativa eficiente é a base da arquitetura da informação. Mas para isso, é importante fazer o manejo adequado de todas as informações que serão disponibilizadas nessa interface, sejam elas textuais ou elementos visuais.

Ao criar essa interface, é preciso considerar três elementos essenciais: os conteúdos, o contexto e os usuários. Portanto, o arquiteto da informação precisa coletar dados das três áreas, o que lhe permitirá criar projetos diferentes para cada negócio, levando em conta as características particulares de seu segmento e de seus clientes. Ademais, deve também se dedicar às fases posteriores, que envolvem os testes e a manutenção do site.

Fases para estruturar um site pautado na arquitetura da informação

Para construir um site baseado nos fundamentos da arquitetura da informação, é importante considerar algumas fases. São elas: levantamento dos requisitos, planejamento, análise, projeto, testes e manutenção. A questão principal é que você precisa compreender tudo a respeito do negócio, para conseguir projetar um site amigável e funcional. 

Coleta dos requisitos 

Os requisitos compreendem as informações conquistadas no levantamento de dados, por meio de perguntas, questionários ou entrevistas, por exemplo. A ideia é reunir informações sobre finalidades e objetivos do site, público-alvo, funções que ele deve oferecer, os principais problemas apresentados pela versão atual.

Também sobre requisitos dos usuários, login, senha, cadastro, objetivo do acesso, velocidade de resposta, segurança da informação , coleta de dados do acesso etc. E mais, dados sobre domínio, interface, tipos, opções e funções de botões, padronizações de menus, títulos e formatos de textos, buscas, customizações, aspectos visuais, teclas, atalhos etc 

Planejamento

Deve-se pensar como o site atenderá aos objetivos da empresa. Também fazer a análise dos requisitos e validá-los. É preciso ter domínio sobre objetivos, conteúdos disponibilizados e quem irá acessá-los.

Vale analisar os stakeholders e os riscos, além de impor responsabilidades a cada integrante do desenvolvimento do site.

Análise e projeto

Na arquitetura da informação, essa é a fase de avaliar os requisitos já coletados anteriormente, os elementos e funções de conteúdo, serviços, a estrutura, layout, navegação e afins.

Testes e Manutenção

Por fim, a arquitetura da informação passa pela avaliação final, com os testes para identificar sua eficiência. Além disso, é fundamental acompanhar o desempenho do site, dando manutenções e fazendo os ajustes necessários

Como avaliar a qualidade do meu site?

Você precisa de um profissional especializado para avaliar a qualidade da arquitetura da informação de seu site. O indicado é que você busque o auxílio de empresas com expertise na tarefa, a exemplo da Abrasivo Digital, que possui uma equipe direcionada a isso.

A Abrasivo Digital analisa a usabilidade e navegabilidade do seu site e trabalha na criação de sites otimizados, sites velozes, sites responsivos e com a arquitetura da informação voltada aos objetivos da empresa e do negócio. Assim, consegue orientar sobre a necessidade de reformulação do site e já criar uma nova página.

x