Como fazer gestão de estoque eficiente em 7 dicas

Postado em 8 de maio de 2023 | por
na categoria Dicas, Notícias
tags , , , , ,
com 0 e 0

aprenda como fazer gestão de estoque | FreepikO gerenciamento adequado do estoque de sua empresa é fator determinante para o sucesso de seu negócio. Quando você domina o seu estoque, você consegue implementar mais eficiência dos procedimentos, facilitando a logística e reduzindo os custos e as perdas. Portanto, nesse artigo, te daremos sete dicas valiosas para você fazer a gestão de estoque de forma eficiente

O que significa gestão de estoque?

A gestão do estoque se refere ao monitoramento e controle de todas as mercadorias que entram e que saem da empresa. A expressão denomina o conjunto de procedimentos adotados para garantir o atendimento de todas as demandas. Além disso, esse controle promove, simultaneamente, a redução dos desperdícios, contribuindo para o bom desempenho do negócio.

Muitas empresas, especialmente aquelas de pequeno e médio porte, não adotam critérios claros para organizar suas mercadorias, esses processos acabam acontecendo de maneira desordenada, sob demanda. O problema é que, nessas situações, os riscos são muito grandes.

Ou seja, o cliente pode ficar no prejuízo ao comprar um produto que consta em seu estoque, mas, na prática, não existe mais. Assim, você estará gerando uma experiência ruim para o seu cliente. Em um momento em que a tecnologia facilitou a pesquisa pelo produto em empresas concorrentes, é bem possível que esse cliente, frustrado com a experiência em sua loja, não retorne mais. 

Benefícios da gestão de estoque

Portanto, é fundamental investir em estratégias para gestão de estoque. Veja os inúmeros benefícios que essa conduta te traz:

  • Reduz os desperdícios e os custos desnecessários;

  • Aumenta a produtividade de sua empresa, elevando seus resultados;

  • Promove uma experiência positiva para seu cliente;

  • Garante que você consiga atender 100% de sua demanda, sem falhas;

  • Melhora a organização da logística da empresa;

  • Você não fica com estoque parado, que se torna dinheiro imobilizado;

  • Facilita todo o processo de gestão do negócio, tornando mais assertivas as estimativas e projeções;

  • Torna as oportunidades de conversão de vendas mais eficientes, porque você oferece exatamente o que tem.

5 dicas para aprimorar os processos de gestão e organização de estoque 

Se você precisa dar início a um processo de controle de estoque, é só seguir o nosso passo a passo, porque aqui estão etapas importantes dentro de um procedimento adequado. Assim, você dará os primeiros passos rumo ao gerenciamento muito mais eficiente de seu negócio. 

1. Comece pelo inventário de seu estoque

Aqui você começará pelo básico, que é ter a noção exata do que existe em seu estoque hoje. Por isso, a primeira dica é justamente fazer um inventário do seu estoque. Além de verificar a quantidade de itens em seu estoque físico, você deve comparar se as quantidades dos produtos estão corretas no seu sistema. Então, resumindo, verifique quanta mercadoria você possui e atualize os dados em seus sistema de controle. Mas faça essa conferência diariamente, é fundamental ter uma rotina de acompanhamento de estoque. 

2. Invista em um programa/software de gestão de estoque

Existem diversos programas disponíveis no mercado, para todos os bolsos e necessidades. Os softwares de gestão auxiliam no controle sistematizado do estoque, automatizando os processos e evitando problemas. Além disso, há programas bem completos, que auxiliam inclusive no gerenciamento de outras atividades da empresa, garantindo mais produtividade e eficiência. A automatização dessa área é um grande passo rumo à eficiência. 

E se você possui uma loja física e também atua no ambiente virtual com um e-commerce, recomendamos que leia também o nosso artigo sobre como controlar os estoques das lojas física e virtual

3. Faça análises e projeções, a fim de não comprar a mais nem a menos

Quando você controla bem o seu estoque e faz o levantamento das informações referentes a suas vendas, você consegue dimensionar melhor como investir o dinheiro na compra dos produtos que você comercializa. Ou seja, fazer análises e projeções deve fazer parte da rotina de quem pretende fazer uma boa gestão de estoque.

Portanto, levante os dados, analise como suas vendas se comportam e faça projeções de estoque para os meses seguintes. Assim, você evitará também perdas e prejuízos. Inclusive, considere também a sazonalidade, que tem a ver com as vendas relativas a períodos específicos. Por exemplo, quem negocia roupas de frio, certamente terá um aumento de saída desse produto no inverno. 

4. Faça promoções com os produtos que estão parados

Nada de ficar com produto parado no estoque, imaginando que um dia ele será comercializado. O seu estoque precisa de rotatividade, a fim de que você consiga renovar coleções e produtos, acompanhando as tendências do mercado. Portanto, os produtos que se tornam obsoletos precisam ser eliminados, e uma boa estratégia para isso é fazer promoções atrativas. Além disso, você pode também montar, se for o caso, combos de produtos. 

5. Tenha bons fornecedores

Qualidade é um item essencial para quem pretende conquistar uma clientela fiel. Então, não seja negligente com os produtos que colocará no mercado. Feche contratos com bons fornecedores. Além disso, tenha uma cartela de fornecedores à mão, para a eventualidade de algum deles não estar com o produto disponível. Não é interessante ficar refém de um único fornecedor.  Fazer a gestão de estoque também significa saber a quem socorrer nos casos de falta do produto no seu fornecedor convencional.

6. Defina as estratégias de reposição

Esse é um detalhe bem importante. Você precisa pensar a reposição dos produtos de forma estratégica e planejada. Você pode optar, por exemplo, pela reposição contínua, em que você faz novos pedidos sempre que o estoque dele atingir o nível pré-determinado para recomposição do estoque. Ou você pode optar pela reposição periódica, em que você já define uma periodicidade de reposição de produtos junto aos seus fornecedores.  A questão aqui é fazer o manejo cuidadoso da reposição, para não gerar estoque extra nem haver falta de produtos. 

7. Estabeleça metas e indicadores de desempenho

Acompanhe os seus estoques de perto, avalie os produtos que têm mais saída, aqueles que costumam demorar um pouco mais e estabeleça indicadores de desempenho, para que você consiga  implementar continuamente processos de melhoria na gestão do estoque

 

>> Dúvidas sobre gerenciamento de estoque? Deixe nos comentários. 

x