Backlinks: quais são os mais comuns no Marketing de Conteúdo?
Marketing Digital em um só Lugar: Criação de Sites, Inbound Marketing, Redes Sociais, Google Adwords, Google Street View e muito mais.

Backlinks: conheça os mais usados no Marketing de Conteúdo

Postado em 6 de fevereiro de 2019 | por
na categoria Geral, Manutenção de sites, Marketing
com 0 e 1

Não é segredo que os Backlinks são recursos valiosos para qualquer site, não apenas por mostrar aos mecanismos de busca que aquela página específica tem autoridade, como também, como também demonstrar o potencial de atingir um público ainda não explorado e passível de ser transformado em clientes. Basta aplicar as técnicas corretamente.


Por mais que os Backlinks sejam indicados como elementos diferenciais para o SEO de um site, não é seguro assumir que qualquer link seja positivo para usar na sua estratégia. Existem fatores que você precisará analisar a fim de melhorar sua posição nos rankings, especialmente quando se trata de encontrar novas oportunidades de segmentação.

Neste artigo, mostraremos três tipos de Backlinks, bem como usá-los para otimizar a sua estratégia de SEO:

1. Links Internos

Vamos ver se esta situação-exemplo já te aconteceu: você estava lendo um artigo sobre algum tema de seu interesse, se viu querendo aprofundar a leitura, mas o texto acabou. De repente você repara em links que te direcionam para outras páginas, dentro do mesmo site, com o assunto daquele tópico específico estendido.

Agora responda: isso fez diferença em sua experiência?

É claro que sim!

A estratégia de Links Internos consiste em acrescentar no artigo links relacionados ao conteúdo dentro de um mesmo site, direcionando os usuários a mais informações úteis.

Ao utilizar essa estratégia é essencial direcionar material até páginas que enriqueçam, realmente, e forneçam informações relevantes àquela jornada da leitura.

Saiba o porquê de aplicar SEO no seu site

Vamos a um exemplo: sua empresa de engenharia utiliza práticas sustentáveis em muitos projetos, e, provavelmente essa informação estará em diferentes áreas do site, como, por exemplo: “Quem somos”; “Portfólio”, ou até mesmo uma página específica para falar sobre este assunto.

Vamos a outro momento: agora você está criando no seu blog uma postagem que fala sobre como a construção civil pode trabalhar a favor do desenvolvimento sustentável.

Desse modo, os dois lados ganham: seu lead aprende mais sobre o tema de interesse; e você tem a possibilidade de mostrar mais a fundo o produto que vende, além de obter mais autoridade no Google.

2. Links Externos

Eles direcionam o leitor para outros sites com relevância e autoridade no assunto em pauta. Essa estratégia deve ser realizada a partir dos seguintes critérios:

– 1. O assunto abordado é pertinente e agregará valor real à sua publicação? Pense nisso antes de dar o próximo passo, e não adicione os Backlinks apenas para aumentar o conteúdo do seu blog;
– 2. Avalie se o site para onde você direcionará o leitor representa autoridade no assunto em pauta;
– 3. Segurança: tenha certeza que a URL final é protegida de vírus. Só conduza seus leitores para os sites iniciados com https://

Existem duas formas de chegar a conclusões finais sobre a validação da autoridade do site em questão:

1. Avaliando a autoridade de uma página específica, ou do domínio como um todo; 
2. Um endereço com baixa autoridade pode ter alguma página bem rankeada. O oposto, no entanto, não se aplica.

Um site de qualidade não possui, na maioria das vezes, nenhuma página duvidosa

3. Link Juice

Link Juice (Link-Suco) é a reputação que um conjunto de páginas da Web ganha a cada vez que é referenciado pelos sites que possuem PageRank positivo.

Primordialmente, ao usar essa estratégia, controlar o volume e a distribuição do “Juice” dentro do site. Hierarquize páginas importantes e relevantes para o ranqueamento da sua empresa nos buscadores.

As maneiras mais inteligentes de atrair estes links para o seu site são:

– 1. Criar conteúdo útil e confiável para o site em questão, a fim de tornar sua empresa autoridade no nicho em que está inserida;
– Melhorar a força e a popularidade da marca – invista em diferentes tipos de parcerias;
– Promova conteúdo de valor para o seu site, certifique-se de que ele será visto pelo público-alvo já estabelecido.

Os Links Juice podem ser moderáveis?

Sim. O controle deverá ser feito a partir de atributo (rel=”nofollow”) para identificar os links que não deverão entrar na estratégia. Ou seja, aqueles que não fazem parte dos mais relevantes do site.

Vamos supor que a sua página tenha 15 links (internos e externos). Dentro dessa contagem, 12 deles possuem o atributo rel=”nofollow”. Ou seja, estamos definindo que eles não direcionarão Links Juice.
Apenas as três páginas restantes deverão, por sua vez, passar pela análise do PageRank, a fim de serem escolhidas como Juice.

– Escolha palavras-chave dentro do conteúdo para criar as âncoras;
– Deixe de fora as páginas de conversão, como “Leia mais”, e “Leia o artigo completo”;
– Os títulos dos artigos e notícias devem ser os Links Juice do seu site, – após analisados e peneirados. É simples, certo?

Follow X No follow links

Não é nenhum segredo que os mecanismos de busca priorizam links de qualidade e que eles são substanciais para alcançar uma boa colocação no ranking.

O Google observa quantos links de entrada uma página possui e de quais sites eles vêm. Assim, o navegador entende que se muitos usuários estão direcionando para uma mesma página, significa que ela é boa. Desse modo, dará preferência a este local pesquisa em detrimento a outros com tópicos semelhantes, para que seja possível entregar facilmente as melhores páginas aos usuários.

O que são links “no follow”?

Links “no follow” não são vistos como pontos favoráveis à página, já que não impulsionam o PageRank nem ajudam a URL nas SERPs. A tag “nofollow” é basicamente um sinal de aviso para os mecanismos de pesquisa, dizendo “não use isto”. Apesar de todas as imprecisões, existe uma razão para esse atributo ser usado.

É simples: um mundo sem “no follow” resultaria em muito mais Spams

Como abordado anteriormente, quanto mais links usados, mais “Juice” aparecerá, o que resultará em páginas com ranqueamento positivo. O PageRank existe para analisar quais são áreas mais populares do site, e entregar as principais delas para os usuários.

x

Comments

Comments are closed.

Fale Conosco pelo WhatsApp