Marketing Digital em um só Lugar: Criação de Sites, Inbound Marketing, Redes Sociais, Google Adwords, Google Street View e muito mais.

Comercial se inspira no botão “skip” do YouTube para mostrar dificuldades de ex-presidiários

Postado em 24 de outubro de 2013 | por
na categoria Mídia Online, Sem categoria
tags , , , ,
com 0 e 0

Já tem um tempo que o YouTube tornou obrigatório que os usuários assistam a pelo menos cinco segundos de propaganda antes de finalmente chegar ao vídeo desejado. Isso não quer dizer, necessariamente, que as marcas estejam sabendo aproveitar de um modo eficiente a oportunidade, tentando despertar a nossa curiosidade antes que o prazo vença e a gente finalmente alcance o botão “skip” ou “pular o anúncio”. 

Mas como em toda regra sempre há exceções, já vimos alguns casos de quem soube usar isso muito bem, como a Mayo Digital, em uma campanha para o incentivo de práticas sustentáveis patrocinada pela Sodimac, e ainda a VML Australia, que ajudou a Polícia Federal australiana a divulgar nomes e fotos de pessoas desaparecidas.
 
Ainda seguindo os caminhos dos serviços comunitários, a Leo Burnett Change acertou ao utilizar a ideia do botão “pular o anúncio” para apresentar Ban the Box, projeto da Business in the Community que visa estimular empresários a dar uma segunda chance a ex-presidiários.
 
O filme, disponível somente no site da iniciativa, mostra um ex-condenado tentando convencer um possível empregador a dar um emprego a ele, mas logo que ele revela que esteve preso, o botão “skip ad” aparece na tela. Toda vez que o botão aparece e nós o apertamos, o personagem se torna cada vez mais desesperado. Em seguida, aqueles que pularam as partes podem assistir ao vídeo novamente, para conhecer a história sob um outro ponto de vista.
 
É uma forma bastante inteligente de mostrar como rejeitamos aquilo que não queremos saber, antes mesmo de ouvirmos o que os outros têm a dizer, porque já temos uma opinião formada. E como, se dermos uma chance, o resultado pode ser diferente.
 
x

Comments

Comments are closed.